Artista: Zé Gonçalvez

Letra da Música A Peleja do Homem Com Os Donos da Terra de Zé Gonçalvez

< Zé Gonçalvez

Quando seu moço,cheguei por aqui
logo vi na face o sofrimento do povo
ave maria! vi marias,sesmarias,quem diria houvesse fome aqui

Dum lado ostenta plena a riqueza
do outro,a lama da miséria e da pobreza
acostumada à desgraça e a pouco pão

Impossibilitado de iludir a morte
incondicionalmente se entrega à sorte
todos os olhos mirem no sertão
enternecido lhe estendam as mãos...foi assim

Quando seu moço,cheguei por aqui
encontrei farturas para poucos
e uma legião vestida de mortalhas,como loucos
todos os olhos mirem no sertão

Podem seu lamentos,acalente a dor
podem seus lamentos conduzindo sua dor...foi assim

Insaciável como a morte,o poderoso entra com a guilhotina, o fraco
com o pescoço,é a sua sina,sua sorte,a morte
todos os olhos mirem no sertão

( www.zegoncalvez.com ) acesse e ouça a música.

Ficha Técnica da Música A Peleja do Homem Com Os Donos da Terra

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música A Peleja do Homem Com Os Donos da Terra de Zé Gonçalvez.

Número de Palavras 112
Número de Letras 859
Intérprete Zé Gonçalvez

Análises de Significado da Letra da Música A Peleja do Homem Com Os Donos da Terra

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited