Artista: Vulgo Invasor

Letra da Música Príncipe da Zona Oeste de Vulgo Invasor

< Vulgo Invasor

Eu peguei minha caneta de guerra
Pra combater essa guerra
Entre bandido e polícia, entre haddad e serra
Aonde os caras disputa quem rouba mais a gente
Aonde filhos da puta mata gente inocente
Tira as crianças da sala que o bicho aqui pegou
Aperte o play I'm disobey
É v de vingança e de vulgo invasor
Toque de recolher é melhor obedeceê
As mortes em barueri não pode passar na tv
Eu chuto o balde mesmo mano eu quero que se foda
Eque o projac, que o sistema do brasil se exploda
Só nesse ano já foram 3 manos assassinados
Valeu polícia em ceder tipo os caxão lacrado

Só que lá no datena ou no marcelo rezende
Todos os policiais são da paz são inocentes
O mundo distraído com o corinthians em tókio
Enquanto o nariz do jornal cresce igual do pinóquio
Meu herói não é polícia, meu herói não é ladrão
Eu trago a notícia de toda injustiça
Meu ponto de vista é de cidadão
Tipo um rapaz comum que não quer ser só mais um
Explodo o seu universo em cada verso é click cleck buum
Estilo parte um eu trago as rimas rara
Com sentimento e com a revolta estampada na cara
As rima aqui não para e nunca vai parar
Escrevo versos que não dá pro latino imitar

Vagabundo de aba reta sem o apoio dos pais
Se eu me acabo numa empresa pra eles eu ganho mais
Nem sempre o mocinho vence a história no final
Meu vulgo não é novela eu vivo uma vida real

Ficha Técnica da Música Príncipe da Zona Oeste

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Príncipe da Zona Oeste de Vulgo Invasor.

Número de Palavras 232
Número de Letras 1395
Intérprete Vulgo Invasor

Análises de Significado da Letra da Música Príncipe da Zona Oeste

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited