Artista: InVerso 027

Letra da Música Freeverse de InVerso 027

< InVerso 027

Cleyton R
Eu voltei!
Brincando com fogo, zombando da morte
Buscando a fé pra não contar mais com a sorte
Querendo botar o Inverso pra contar os malote
Pra nunca mais pensar em derrubar os carro forte
Cês não tão vendo nada
os menor dá quebrada tão portando ferro
E eu nem sei se essa fita é errado ou certo
és vivendo uma guerra civil
e vocês pensando que isso
é em Capitão e Homem de Ferro
Quanta hipocrisia, falar que existe melhoria
e os meus com corda no pescoço
Vivendo o Hiphop todo dia
minha rima é minha munição
e caso ela faltar tem mais 2 no reforço
Passando a noite compondo
descobri que o que mata o sonho é a tal da preguiça
E nesse corre tô correndo mais do que Usain Bolt
nessa areia movediça
E eu já tô cansado de ouvir não
eles nem tem noção quando eu ocupar esse espaço
Eu vou botar tanta pressão
joguei esse mc no chão
e foi a primeira vez que eu pisei em falso
Eu já me feri com esse cacos, mas já feri também
Eles adoram dizer que gato preto dá azar
mas nunca fiz mal a ninguém

Batora
Cheguei pesado igual marreta pra esses cabeça de prego
honrando cada palavra emitida na minha voz
Quem anda com suíno se alimenta de farelo
mas porco pra nós são eles, e os porco pra eles é nóis
Então trás a lavagem que eu tô com apetite
A cura pra mim é o Rap, pra eles é benegrip
Desliga a tv, não quero quero ouvir o que o Temer disse
"Olha a explosão", que o meu flow é dinamite
Preste atenção, você atrai o que emite
Mas anda pelo certo como 5 e 5 é 20
Vida é uma tela em branco, pegue sua tinta - pinte
Segredos não existem, todo mundo tira print
Eu sirvo pra escrever, quem interpreta é o ouvinte
Mas o público infantil agora só ouve hit
Conteúdo tá escasso e eu sei que ainda existe
Mas recusam a mensagem igual mulher com celulite
Minha área é proibida, cuidado, então evite
Porque se entrar no ringue é só porrada e sem revide
Muitos acidentes, mãos e narizes colidem
Vivendo no Gta, driblando tipo Fifa Street
Artilheiro igual Grafite, carrego minha Santa cruz
Ainda tô longe da fama, nem todo ouro reluz
Mas tudo que eu toco é luz, foco no que conduz
Aprendi a brilhar sozinho porque brilho alheio seduz

Adriano
É zona sul, tio, onde a desunião habita
E se habilita em desunir mais, mas há quem faça o oposto
Tomo o meu posto, e vou na contramão da vida
Existência vazia, e eu colecionando desgostos
Meus pensamentos andam tão imundos
Me tranco nesse mundo e há tantas coisas pra falar
Mas ela me deixa sem palavras pra falar
É foda, meu sentimentalismo atrasa meu pensar
Se eu não souber quem sou, como irei me retratar?
Complexo, pois sei que preciso caminhar
Um flerte com minha mente e minh'alma vai chorar
Mas não confio nem nas minhas pernas
Como posso caminhar?
Essa é a sina, a rua é assassina
No mundo habita demônios
mas do meu lado Deus caminha
Gorfa a quadrada, cospe bala sem rumo
De tudo pra chamar atenção, os cara quer aparecer
eu sumo
Faço reflexões, vida meio sem noção
Há tanto tempo eu não escuto o coração
Há tanto tempo eu não eu não faço uma oração
É que ando mais apegado com a merda da razão
Desacatando autoridades, acato ódio na pista
Compro amor, pagando a vista. Ando sem conquista
tô sem patrô, e num existe quem em nós invista
Falo minha realidade e faço eles virarem racistas

Ficha Técnica da Música Freeverse

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Freeverse de InVerso 027.

Número de Palavras 537
Número de Letras 3475
Intérprete InVerso 027

Análises de Significado da Letra da Música Freeverse

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited