Artista: Zifí

Letra da Música Empatia de Zifí

< Zifí

Chamei o mundo pra poder contar alguns segredos
falar dos erros
que escrevi na pedra dos meus versos
falar dos medos no ouvido de todo universo
botei amor onde a palavra certa era dinheiro

andei por linhas que escrevi
sem ao menos ter tinta
ainda sinto que consigo até chegar nos 30
se o rap é sujo então lixeira
é minha matéria prima
minha caneta é igual uma fita mas não rebobina

minha cabeça é a literatura
da minha própria trama
uma escrita é uma obra deitada na cama
nessa obra de arte atípica contemporânea
diamante se encontra no barro
e não onde tem grama

vou lapidando
o que se faz ficar mais consciente
nesse mistério de viver pra controlar a mente
se for contra qualquer princípio
então se fode mente
na diferença onde a verdade é sempre diferente

na formação do arco-íris
vi os olhos de osíris pai de horus
sabendo que o que faço a cada passo eu melhoro
moura brasil melhora os olhos
e a poesia invade o meu subconsciente
em psi-prólogos

compactuo com as formas de energia
que saciam minha sede com doses de nostalgia
como albuns de fotografia
tudo foi predestinado
e cada lembrança inspira minha poesia

unir potência é ter sabedoria onipotente
com entendimento no presente e sua utopia
desvendo tudo o que o passado me deu de presente
enquanto vejo na minha frente o futuro sorria

viver de sonho é o privilégio da própria loucura
se meu amor ta preso nisso nem chama a viatura
se meu amor virou um arranjo a poesia é a cura
meu flow é no estilo da onda depende da lua

(Refrão)
sem desistir de lutar é fácil de repaginar
mudar o brilho no olhar é só respirar
o ar... o ar... o ar
é só parar pra pensar sentir
no que se quer chegar
sentir no que deve mudar pra recomeçar

tem fases que nem o Super Mario à alcançaria
tudo o que eu quero é umas moeda
e resgata a princesa
pra ver se salvo ela dos monstros
que te abominam
e ver se fujo dos fantasmas das minhas incertezas

garota eu vou pra califórnia pra fumar maconha
pra ver se vejo o pôr do sol um pouco mais colorido
cansei de ver o dia nascer com um tom acinzentado
problemas de quem é construtivo
usando a própria insônia

homo adictus em construção de beat e rima
levanta a mão levanta pra queimar serotonina
olha pro lado e da um sorriso pra aquela menina
e ai tu sente que a vida é uma obra prima

sob o tecido delicado de ser responsável
o meu suor serve de tempestade pra formiga
enquanto o homem me abraça como adversário
a natureza me doutrina como uma amiga

tenho certeza mais que nunca no antes que tarde
eu sou dos que fazem os últimos serem os primeiros
tudo aquilo que se faz e se for de verdade
pensar em dinheiro pense
mas não pense o tempo inteiro

ontem eu vi que o hoje
é tudo o que eu tenho comigo
se o amanhã é contraditório o prazer é meu
fugir do cálice que sempre mantive comigo
me ver falar sozinho é me ver falando com Deus

(Refrão)
sem desistir de lutar é fácil de repaginar
mudar o brilho no olhar é só respirar
o ar... o ar... o ar
é só parar pra pensar sentir
no que se quer chegar
sentir no que deve mudar pra recomeçar

Ficha Técnica da Música Empatia

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Empatia de Zifí.

Número de Palavras 493
Número de Letras 3195
Intérprete Zifí

Análises de Significado da Letra da Música Empatia

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited