Artista: Zeca Alencar

Letra da Música Um Berrante Vadio de Zeca Alencar

< Zeca Alencar

Uma chuva na roça
Logo no amanhecer
Um cavalo selado
Pra eu e você
Um berrante vadio
E uma viola ponteada
E os sonhos longos
Nesta estrada
Eu vou buscar, buscar
A realidade,

De manhã o galo canta
Eu começo observar
Sinto a voz do interior
Logo começo a cantar
E o cheiro da boiada
Que começa a se espalhar
Por todo canto da fazenda
Quando começo a cantar,

Viva a Deus que nos criou
E a paz toda estendida
Que me fez cantador
Nestes versos tão compridos
E essa voz que vem do peito
Desse jeito não jeito
De voltar.

Ficha Técnica da Música Um Berrante Vadio

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Um Berrante Vadio de Zeca Alencar.

Número de Palavras 77
Número de Letras 562
Intérprete Zeca Alencar

Análises de Significado da Letra da Música Um Berrante Vadio

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited