Artista: Os Veracruzanos

Letra da Música Serenata de Os Veracruzanos

< Os Veracruzanos

Olha o encanto da lua
Vestindo a noite de prata
O orvalho beijando as flores
Em um convite à serenata

Corações enamorados
Vibrando em suas paixões
Vem ouvir o seresteiro
Falar de amor em suas canções

Sou eu este seresteiro
Porém meus versos se transformou
Falava das coisas lindas
De um grande amor que logo acabou

Meu verso é pura saudade
Do amor que já não vive entre nós
O encanto já não existe
O amargo pranto me embarga a voz

Por mais que eu tenha nesta vida
Já não posso te esquecer
Não consigo pôr um fim
Pôr um fim no meu sofrer
Meu sofrer que é só por ti
E sem ti não sei viver

Em viver sem ti, querida
Não terei nenhum prazer
Falta tudo em minha vida
Falta a vida em meu ser


Sou eu este seresteiro
Porém meus versos se transformou
Falava das coisas lindas
De um grande amor que logo acabou

Meu verso é pura saudade
Do amor que já não vive entre nós
O encanto já não existe
O amargo pranto me embarga a voz

Por mais que eu tenha nesta vida
Já não posso te esquecer
Não consigo pôr um fim
Pôr um fim no meu sofrer
Meu sofrer que é só por ti
E sem ti não sei viver

Em viver sem ti, querida
Não terei nenhum prazer
Falta tudo em minha vida
Falta a vida em meu ser
Falta tudo em minha vida
Falta a vida em meu ser

Ficha Técnica da Música Serenata

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Serenata de Os Veracruzanos.

Número de Palavras 204
Número de Letras 1380
Intérprete Os Veracruzanos

Análises de Significado da Letra da Música Serenata

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.

Amazon Music Unlimited