Artista: Carlo Rappaz

Letra da Música Rap di Favela de Carlo Rappaz

< Carlo Rappaz

[verso 1]
Ah, não sei não
O que o sistema quer
Fala que não presta
E não sai do nosso pé!
Rap de favela
Nunca cai, sempre vai
E não sai da cabeça
De quem mora... né?
Se bom malandro é
De periferia é
Sonha altas correria
E, de o que dé
No clima de perigo
E no compasso bandido
O futuro é um menino
Confuso, perdido
Sorrindo, infeliz
Olha a fita que eu fiz!
Leva a pedra na boca
Enquanto escorre o nariz

Eu não tô feliz
E nem por isso vou parar
Em cima de um pontilhão
E me jogar
Preferivel sonhar
Buscar realizar
Quem viver verá
Pode esperar!
Canalha, conosco
Dança "diferente"
Só rola "duloco"
No meio da gente!
Tenente, soldado
Sargento, sai quente!
Nosso rap é vagabundo
E de alta-patente
Então, vem com a gente!
Vem com a gente!
Se você entende
É o suficiente!

[refrão]
Xq f. d. p xq!
Xis quê!
Não importa sua origem, você vai ouvir falar
O rap de favela não nasceu pra recuar!
E us fdp que não ousem duvidar
A voz do povo humilde o sistema não vai calar!

[verso 2]
Ó no c# do sargento
Abusado que só
Quis zoar, me f#*
Me jogar no b. o
Assinar o que não devo
Não devo assinar
Só um "birikutico"
E nada à declarar!
Ratazana quer bater
Humilhar, prender
Na fúria, no ódio
É cheio de querer
Não provoco, falo nada
Mas, penso: "vá á mer€ #
Eles querem sangue
E só esperam pela brecha

Periféricos!
Na mira do sistema
De repente, algum mano seu
Sai de cena
Entra na pancada
Cada cacetada dada
É você sofrer
Pra eles darem risadas
Quem não se revolta?
Quem leva na moral?
Abuso de poder
Covarde e banal!
E o rap liga os "locos"
À não vacilar, que
Tem que ser responsa
Em qualquer lugar!

[refrão]

[verso 3]
Defenda-se boy
Cê tá cercado
É f€ fugir
E abandonar o barco
Heroi, você não é
Não pode, nem quer ser
Responsavel mas
Só pensa no poder
Você vive na lua
Cidadão rico!
Bebe, fuma, come e dorme
Correria, compromissos
Baseado nisso, você pensa
"eu tô na paz"
tá na paz e que se f# £
Quem vem lá atrás

Cospe no mendigo
Faz banquete pra cachorro
Ignora, da risadas
De quem pede socorro
Borra a cueca
Quando vê um "sangue bom"
De toca na cabeça e pá
De jaquetão
Suspeita-se de mim?
Um vagabundo original!
Canto rap ao vivo
Na favela ou na central
Bem direcionado
Ao pensamento rápido
É puro acido
Puro acido!

[refrão]
A batida violenta é da favela
E vem de lá! (esta no ar)
O dia dia eu vim representa
(a voz do povo esta aqui rapa)
O estilo é cabuloso e quem bate sujeira sai!
X da questão esta aqui carai!

Ficha Técnica da Música Rap di Favela

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Rap di Favela de Carlo Rappaz.

Número de Palavras 351
Número de Letras 2906
Intérprete Carlo Rappaz

Análises de Significado da Letra da Música Rap di Favela

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.