Artista: Caio Trova

Letra da Música Arranha-Céus de Caio Trova

< Caio Trova

Eu preciso saber o que acontece
Me diz por favor
Me manda um sinal
A nossa caminhada sob a Lua disfarçada
De arranha-céus
Num cartão postal

Perdoa a minha ausência de tato
E me diz por favor
Me dá uma luz
A nossa caminhada entre os versos disfarçados
De arranha-céus
Nesta capital

Quer saber?
A defesa que eu armei contra você
Já não funciona não
Já não protege mais
Você
Deu fim a uma barreira
Que eu ergui pra não sofrer

O mundo deu voltas
E eu fiquei ali parado
No mesmo lugar, com os meus pés no chão
A velha caminhada entre as sombras sem disfarce
Sem arranha-céus
Sem cartão postal

Mas eu preciso saber o que acontece
Pois essa noite chegou
Com o gosto do teu beijo
Após tanto tempo
Nessa estrada enfeitada
Por arranha-céus
Sem ponto final

Quer saber?
A defesa que eu armei contra você
Já não funciona não
Já não protege mais
Você
Deu fim a uma barreira
Que eu ergui pra não sofrer

Descobri que nós fazemos
A mesma caminhada
Pra esfriar a cabeça
Pra enfrentar essa estrada
Que se ergue e nos ataca
Com as chuvas de facas
Com as rosas e poemas
Que esquecemos de escrever

Quer saber?
A defesa que eu armei contra você
Já não funciona não
Já não protege mais
Você
Deu fim a uma barreira
Que eu ergui pra não sofrer

Ficha Técnica da Música Arranha-Céus

Na tabela abaixo você vai encontrar dados técnicos sobre a letra da música Arranha-Céus de Caio Trova.

Número de Palavras 180
Número de Letras 1420
Intérprete Caio Trova

Análises de Significado da Letra da Música Arranha-Céus

Nenhuma análise de significado de letra publicada para esta música.